Pão de Queijo com Inhame


A receita de hoje vem de um dos meus livros favoritos, o “O que Tem na Geladeira?”, da Rita Lobo.
É claro que amo um bom pão de queijo tradicional, bem quentinho (apesar de nunca ter provado o original pão de queijo mineiro… shame on me!), mas a versão de hoje também tem seu valor. E como tem! Os pãezinhos ficam macios, saborosos e a combinação de polvilho doce com azedo é perfeita. Como o inhame é usado bem quente, não precisa nem escaldar os polvilhos.
Recomendo que você prove o queijo que for utilizar e, se ele não tiver muito sal, acrescente um pouco mais de sal à receita.

20862185_10210540293044076_873631724_o.jpg

Continuar lendo “Pão de Queijo com Inhame”

Banana Bread com Iogurte


Para mim. receitas de Banana Bread (Bolo de Banana) nunca são demais, então estou sempre colecionando e testando os mais diversos tipos. Já fiz banana bread vegano, integral, com café, com cacau em pó, passas, nibs de cacau…

20746823_10210502510539537_487882649_o.jpg

Adoro por ser uma receita simples, rústica, mas carregada em sabor. Costumo gostar mais desse tipo de bolo no dia seguinte, quando ele fica ainda mais úmido e saboroso. Apesar disso, recomendo não demorar muito para consumir o bolo da receita de hoje (o que não é uma tarefa difícil), pois, por ser muito úmido, sua durabilidade não é muito grande.

Gostei bastante dessa versão. O iogurte deixou a massa muito úmida e as bananas, bem maduras, conferiram ao bolo um sabor bem marcante. Da próxima vez, porém, aumentarei a quantidade de canela para duas colheres de chá.

20733011_10210502505339407_1246375470_n.jpg

A receita foi adaptada do livro ‘Food52 Baking: 60 Sensational Treats you can Pull Off in a Snap” do Food52, um site que eu adoro e de onde tirei a receita de cookies veganos, que estão na lista dos meus favoritos da vida.

Continuar lendo “Banana Bread com Iogurte”

“Risoto” de Macarrão do livro Nigellissima


20727357_10210493075743673_499881868_o

Eu deveria fazer uma espécie de “Julie e Julia”, mas com Nigella, já que a maior parte das receitas que eu posto (e também das que faço no dia a dia) vem de algum de seus livros.
É impossível fugir quando começo a folhear as páginas ou assistir a algum episódio de seus programas, olhando tantas opções deliciosas, de encher os olhos e sempre fáceis. Além disso, a maneira como Nigella nos introduz a cada prato é extremamente sedutora e nos faz sentir vontade de executar a receita só para termos a chance de sentir as mesmas sensações que ela descreve.
A receita de hoje vem do livro Nigellissima, onde se pode encontrar inspiração italiana em todas as receitas e traduz um pouco do amor que Nigella sente pela Itália. E também um dos meus livros favoritos, não só pelas receitas, mas porque foi autografado!!! ❤ Toda vez que abro o livro, paro pra admirar o autografo…

20707278_10210493284668896_1580288705_o

Pode parecer estranho cozinhar massa do jeito descrito na receita, mas a técnica funciona e o resultado é surpreendente. Além de ser extremamente rápido e sujar apenas uma panela, o macarrão absorve muito melhor os sabores do molho e fica incrível!
20746978_10210493081703822_2112984193_o.jpg

Risoni é o tipo de massa recomendado, já que seu formato de grão de arroz deixa o prato muito mais charmoso, mas não desista de fazer a receita caso não tenha ou não encontre para comprar. Você encontra facilmente os tipos Padre Nosso e Conchinha nos supermercados e eles podem muito bem servir como substitutos, é só manter a mesma quantidade em volume.
Falando em substituições, eu uso calabresa e ervilha congelada, mas você pode usar a imaginação e criar suas próprias combinações.

11051839_10204375074677470_7774103200602753266_nReceita feita com o macarrão conchinha

Continuar lendo ““Risoto” de Macarrão do livro Nigellissima”